Ultimas Notícias
Prefeitura de Guarapuava faz Live sem intérprete de LIBRAS, veja o que diz a lei que ampara a comunidade surda
Imagem: Live da Prefeitura de Guarapuava

A Live da Prefeitura de Guarapuava com o pronunciamento do ex-secretário da saúde e atual prefeito Celso Góes, em relação ao decreto estabelecido pelo governador Ratinho Jr, foi realizada na manhã desta quarta-feira (17).

No entanto, a comunidade surda não teve seus direitos assegurados e tiveram que assistir uma Live sem saber o que estava sendo comunicado aos cidadãos guarapuavanos. A Live durou cerca de 1 hora e contou com os pronunciamentos do prefeito Celso Góes, do secretário de saúde Jonilson Pires e também do comandante do 16º BPM Major Cristiano Cubas.

A falta de preocupação dos responsáveis fez com que várias pessoas da comunidade surda guarapuavana questionassem nas redes sociais da Prefeitura sobre a falta de um intérprete de LIBRAS – A Língua Brasileira de Sinais – a língua de sinais usada por surdos dos centros urbanos brasileiros e legalmente reconhecida como meio de comunicação e expressão.

Em 2021 a lei que é de 2013 passou “despercebida” mais uma vez pelos responsáveis. A comunidade surda, que é composta por pessoas com deficiência auditiva, intérpretes de LIBRAS, pais, filhos e familiares de pessoas surdas, cobra explicações. Quem sabe na próxima levem isso em consideração.

Veja o que diz a lei LEI 2216/2013:



Publicidade:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: