Ultimas Notícias
Operação Ágata intensifica o controle na BR-277 e nos rios de Foz do Iguaçu e região

Combater o contrabando, descaminho e o tráfico de drogas, armas e
munições nas faixas de fronteira. Esses são os principais objetivos da
Operação Ágata/Fronteira Sul, deflagrada pelo Exército Brasileiro na
última sexta-feira (12), na área de Foz do Iguaçu e região.

Sob o comando geral da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada estão
sendo conduzidas diversas ações preventivas. Os militares intensificaram
o controle nas rodovias federais, estradas rurais, rios e lagos; e
montaram postos de bloqueio para abordar pessoas, automóveis,
embarcações e até aeronaves suspeitas.

O comandante da 5ª Divisão do Exército (responsável pela ação em todo
o Paraná), General de Divisão Carlos José Assumpção Penteado, está
presente na área de operações, acompanhando todas as atividades, desde o
apronto operacional da tropa até as fiscalizações nas margens dos rios.

Cerca de 800 militares estão envolvidos nas ações. Em Foz os
trabalhos contam com o apoio do 34° Batalhão de Infantaria Mecanizado e
de outros órgãos de segurança, como Marinha, Polícia Federal, Polícia
Rodoviária Federal, Polícia Militar, Guarda Municipal e Receita Federal.
As ações do 34º BIMec abrangem também as cidades de Missal,
Itaipulândia, Medianeira e Céu azul.

Conforme o Exército, não há data para o encerramento da operação.
Foram montadas barreiras em pontos estratégicos que auxiliarão na
fiscalização. Dentre os locais de atenção estão a Ponte Internacional da
Amizade, BR-277, Lago de Itaipu, Rio Paraná, estradas vicinais e locais
conhecidos pela existência de portos clandestinos usados para o
transporte de ilícitos especialmente à noite.

“O principal foco da operação é ampliar a presença das forças de
segurança do estado na fronteira, que é onde percebemos a maior
incidência de crimes envolvendo o tráfico de drogas, armas e o
contrabando de diferentes produtos. Com essa medida, nós limitamos a
liberdade de ação das organizações criminosas”, informou a 15ª Bda. Inf.
Mec.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

%d blogueiros gostam disto: